Em um decreto judiciário, o presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO), desembargador Carlos Alberto França, definiu que os magistrados e diretores de Foro autorizem o regime de teletrabalho aos servidores, estagiários e terceirizados. A decisão é desta quinta-feira (6) e tem validade de 30 dias. O documento orienta ainda que no regime presencial permaneça a...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários