O Corpo de Bombeiros de Goiás (CBMGO) resgatou nesta quarta-feira (27) uma arara-azul que caiu no quintal de uma residência no Distrito Campolândia, do município de Iporá, a 227 quilômetros de Goiânia. Essas aves vivem, geralmente, no pantanal brasileiro e estão na lista de espécies ameaçadas de extinção, de acordo com o Instituto Arara Azul, no Mato Grosso do Sul.

O sargento Ulisses narra que os moradores da casa onde a arara caiu começaram a cuidar dela e, após alguns dias, levaram o animal até os Bombeiros. “A arara ficava no quintal deles comendo coco, então, eles jogavam ração e ela comia junto com as galinhas. Pelo jeito que ela tava, provavelmente, ela chegou a ficar com as galinhas dentro do galinheiro”, contou.

Uma funcionária do posto de saúde do distrito viu a arara-azul e convenceu os moradores a levar o animal até os Bombeiros, pois ela não estava voando devido uma das asas estar quebrada. “Nós pegamos pegamos a ave e verificamos que ela estava com a plumagem muito machucada, as mãos calejadas e o bico estragado, então, ela poderia estar presa em algum lugar”, afirmou Ulisses.

Na tarde desta quinta-feira (28), as equipes do Corpo de Bombeiros trouxeram a arara para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (CETAS), em Goiânia. A reportagem entrou em contato com o órgão, mas não obteve retorno até a última atualização desta matéria. “Nós trouxemos ela para o Cetas, eles vão cuidar dela e depois definir para ela vai”, destacou o sargento.

A Organização Não Governamental (ONG) World Wide Fund for Nature (WWF) destaca que, apesar da beleza, as araras-azuis são animais  ameaçados de extinção devido à caça, ao comércio clandestino e à degradação do habitat natural delas por conta do desmatamento. Por isso, reforça que o mais bonito dessa ave é viver na natureza, onde ela pode se reproduzir naturalmente.

Leia também:c

- Cobra de 70 kg e mais de três metros é capturada em Goiás; vídeo

- Filhote de lobo é resgatado após mãe ser atropelada em rodovia