A Polícia Civil de Goiás cumpriu em Goiânia, na manhã desta quinta-feira (28), um mandado de busca e apreensão na casa do jurado de 27 anos que quebrou o isolamento após supostos problemas de saúde, o que provocou a dissolução do júri do caso Valério Luiz em junho deste ano. A ação policial apura o suposto crime de prevaricação.

As buscas foram realizadas na Vila Alpes, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes contra a Administração Pública (Dercap). Segundo a Polícia Civil, as investigações apuram as “reais circunstâncias em que ocorreu a quebra da incomunicabilidade do referido jurado, que alegou ter abandonado o hotel em que estava hospedado” devido a problemas de saúde em razão de ingestão de alimentos derivados do leite, já que, segundo ele, seria intolerante à lactose.

Ainda segundo a polícia, a análise dos objetos apreendidos na casa do investigado e o resultado das demais medidas investigativas possibilitarão esclarecer os fatos “e apontar as reais circunstâncias do ocorrido”.

“As investigações da Dercap tiveram apoio e colaboração da Divisão de Inteligência Institucional do Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO)”, informou a polícia.

Relembre o caso do jurado

O júri contra os cinco réus acusados pela morte do jornalista Valério Luiz de Oliveira começou na manhã do dia 13 de junho, mas foi anulado após a dissolução do conselho de sentença formado pelos jurados.

O fato foi em decorrência do juiz ter constatado a falta cometida pelo jurado Sebastião de Paula Garcia Júnior. Na madrugada do dia do julgamento, o estudante de Direito de 27 anos saiu do hotel em que estava hospedado, o que configurou quebra de incomunicabilidade.

 Ele alegou ter passado mal e ido até sua casa, supostamente, para buscar um medicamento. Na ocasião, o promotor do Ministério Público de Goiás (MP-GO), Sebastião Martins, que integra a acusação dos réus no caso Valério Luiz, se referiu ao mal-estar de Garcia Júnior e a consequente dissolução do júri como uma “situação inusitada”.

Uma nova data para o júri havia sido marcada para 5 de dezembro, mas por causa da Copa do Mundo, foi mudada para 7 de novembro.

A reportagem tenta localizar a defesa de Garcia Júnior.

Leia também:

Promotor do caso Valério comenta quebra de isolamento de jurado: "Situação inusitada"

Júri do caso Valério Luiz é dissolvido após jurado quebrar isolamento

Especialistas defendem investigação de adiamento do júri do Caso Valério