O Centro de Internação Provisória (CIP), onde nove adolescentes foram mortos e um ferido em incêndio na manhã desta sexta-feira (25), deveria ter sido fechado há cinco anos. Em um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado em 2012, o governo de Goiás assumiu o compromisso da construção de novas unidades do sistema socioeducativo e o fechamento do CIP, já que ele func...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários