O advogado Luiz Carlos Silva Neto, que defende o empresário Maurício Borges Sampaio, acusado de ter encomendado a morte do jornalista Valério Luiz de Oliveira em 2012, entrou com pedido nesta segunda-feira (6) no Judiciário goiano para adiar o júri marcado para 13 de junho alegando a necessidade de estar no Rio de Janeiro para atuar na defesa de um cliente que está p...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários