O dinheiro da venda do Hospital do Servidor Público, que pertencia ao Instituto de Assistência dos Servidores Públicos de Goiás (Ipasgo) deve ser usado no processo de regionalização dos serviços do instituto. A unidade de saúde, que fica em Goiânia, foi comprada pelo estado por R$ 128 milhões na última quinta-feira (30) e começará a operar como o Hospital Estadual da Cri...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários