Como mostrou O POPULAR em agosto deste ano, as inscrições para o Exame Nacional do Ensino  Médio (Enem) de 2021 em Goiás apresentaram uma queda de 38% quando comparado com o exame de 2020. O estado passou de 210 mil para 129 mil candidatos. O número é o menor registrado no estado nos últimos cinco anos.

O professor da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Goiás (UFG) João de Oliveira é especialista em políticas educacionais e diz que os números são reflexo da pandemia de Covid-19 e sinalizam que o Brasil não vai conseguir atingir a meta do Plano Nacional da Educação (PNE) de chegar até 2024 com 33% da população com idade entre 18 e 24 anos matriculados no Ensino Superior.
 
“Hoje, esse número está em pouco mais que 20%”, explica. O professor esclarece que a formação educacional está intimamente ligada com o projeto de vida das pessoas. “Em um momento em que vemos, por exemplo, o alto índice de desemprego, as pessoas provavelmente vão estar mais desmotivadas de fazer o exame. Existe uma falta de perspectiva de futuro muito grande neste momento”, avalia o pesquisador.

Abstenção
Em Goiás, a abstenção chegou aos 58% em 2020. Na prática, isso quer dizer que uma média de 117 mil estudantes fizeram o exame. Se a mesma situação se repetir neste ano, em torno de apenas 70 mil inscritos devem fazer a prova.

Enem 2021 em Goiás
Cerca de 130 mil estudantes goianos participam do primeiro dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) neste domingo (21), no Estado. Serão aplicadas as provas de ciências humanas e suas tecnologias; linguagens, códigos e suas tecnologias e redação. Os portões abrem às 12h, com previsão de fecharem às 13h. Os candidatos terão 5h30 para realizar as provas das 13h30 às 19h.