O crescimento urbano de Goiânia na próxima década deve produzir um aumento de áreas alagáveis na cidade, com a alta de locais que exercem maior pressão hidrológica nas bacias do município. A tese de doutorado do geógrafo Rodrigo Lima Santos, defendida na Universidade Federal de Goiás (UFG), mostra que a bacia hidrográfica do Córrego Quebra-Anzol, na Região Oeste da capita...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários