A produtora rural Adriana Gomes, de 40 anos, levou um susto na manhã desta quarta-feira (19) quando acordou para cumprir seus afazeres na chácara onde vive, na zona rural de Itaberaí, Noroeste goiano. De acordo com ela, o frio que fez na região deixou o pasto coberto de gelo e afetou até mesmo a produção de leite das vacas.

A mulher tem o costume de acordar às 5h30 para tirar leite. Mas hoje, devido ao frio, levantou-se às 6h – horário em que, segundo ela, o termômetro marcava 7°C. A temperatura levou Adriana a se agasalhar da melhor forma possível.

“A situação do frio aqui está tensa, viu. Nós estamos usando três blusas de frio. Hoje está demais! Acordei e deparei com essa tempestade de gelo aqui”, pontuou a produtora, que registrou em fotos e vídeos a propriedade coberta por um lençol branco.

Ainda de acordo com Adriana, o tempo excepcionalmente frio afetou até a produção de leite da propriedade. “Chegamos no pasto para recolher as vacas e elas não estavam nem conseguindo andar. Estavam com as pernas e corpo duros. Essa tempestade fez elas produzirem a metade [da quantidade] de leite normal”, narra.

Goiânia bateu recorde de frio

A massa de ar frio e de origem polar provocou uma queda acentuada de temperatura em Goiás. Na capital Goiânia, os termômetros registraram 5°C nesta quinta-feira (19) – a manhã mais fria da cidade para o mês de maio dos últimos 45 anos.

Em algumas cidades do interior, fez mais frio anda. Jataí chegou à marca dos 3,6°C, seguida de Rio Verde, com 3,8°C e Mineiros, com 4,4°C. Vale lembrar que o inverno no Brasil só começa no mês de junho.

Leia também:

Frente fria derruba temperaturas para até 4°C em Goiás; veja reações na web

Combinação de frente fria e tempestade tropical faz temperatura cair 5°C abaixo da média em Goiás