Cerca de 500 funcionários da limpeza hospitalar  que atendem às unidades de saúde de Goiânia estão de greve. O Sindicato dos empregados de empresas de asseio, conservação, limpeza pública e ambiental, coleta de lixo e similares do estado de Goiás (Seacons) afirma que ele estão com salário atrasado há cerca  50 dias. Neste sábado (23), parentes de pessoas internadas n...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários