Reginaldo Pereira da Silva, de 48 anos, foi condenado a 37 anos de prisão por matar a ex, Érica Sousa de França da Silva, com seis tiros, em 2019. A condenação também inclui pena por tentar matar os policiais militares que atenderam a ocorrência e por ameaçar o então namorado da ex-mulher. Ele deverá cumprir a pena em regime fechado e a defesa informou que vai recorrer d...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários