O caso de uma menina de 11 anos, que passou pelo procedimento de interrupção de gravidez em Santa Catarina, mobilizou a opinião pública, especialmente nas redes sociais, desde que foi revelado na última segunda-feira (20). Em Goiás, o Hospital Estadual da Mulher (Hemu) realizou 48 abortos legais desde o início de 2021, 40 deles decorrentes de violência sexual. Em Goiâ...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários