Documentos levantados pela Polícia Civil mostram que o médium João Teixeira de Faria, o João de Deus, de 79 anos, recebeu em suas contas bancárias quase R$ 240 milhões entre 2009 e 2019, mas que paralelamente movimentava um grande volume de recursos fora das instituições financeiras, seja em dinheiro em espécie, joias ou outros meios. Parte destes valores ele conseguia p...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários