A Justiça determinou o direito de permanência de um candidato que havia sido desclassificado na fase do Teste de Aptidão Física (TAF) do concurso da Polícia Militar de Goiás (PMGO). O participante foi reprovado na fase do TAF sem que tivesse uma comprovação. De acordo com a decisão, a banca examinadora, FUNRIO, não apresentou nenhum espelho, planilha ou boletim que ju...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários