A empresária Murielly Alves da Costa, de 27 anos, acusada por homicídio qualificado, teria visto a claramente a vítima Bárbara Angélica Barbosa Silva antes de prensá-la com seu carro contra uma parede, segundo aponta laudo da Polícia Técnico-Científica. O caso ocorreu no dia 21 abril no setor Jardim Pompeia, em Goiânia. Segundo a perita do caso, Mariana Leão, "não h...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários