Dois anos e cinco meses após a sanção da lei complementar 326/2020, a chamada Lei das Fachadas, imóveis nos setores Central e Campinas de Goiânia continuam aparentando engenhos publicitários fora dos padrões. Após diversas tentativas de obter um regramento que impeça a poluição visual e a manutenção do patrimônio histórico no chamado Núcleo Pioneiro de Goiânia, comerc...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários