A área de mais de 260 mil hectares entre Alto Paraíso, Cavalcante, Campos Belos, Monte Alegre de Goiás e Teresina de Goiás, que abriga o maior território quilombola do Brasil, habitado pelos calunga, começou a ser mapeada este ano pela Associação Quilombo Kalunga (AQK), dentro do projeto “Uso do Geoprocessamento na Gestão do Sítio Histórico e Patrimônio Cultural Kalunga -...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários