Uma sala de situação foi criada pelo Ministério da Saúde (MS) para monitorar casos de hepatite aguda infantil de origem desconhecida. Em todo o mundo já existem mais de 200 casos suspeitos e no Brasil, até este sábado (14), 44 casos são acompanhados. Segundo divulgado pela pasta, a proposta é apoiar a investigação de casos da doença notificados em todo Brasil, além d...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários