O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, justificou a decisão do governo brasileiro de fechar fronteiras a seis países africanos como "necessária" para que a nova variante do coronavírus, descoberta na África do Sul e batizada com o nome de ômicron, não cause "impacto grave" ao Brasil. Segundo Queiroga, a decisão foi tomada em conjunto e será assinada pelos Minist...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários