O Colégio Estadual José Lobo, na Rua dos Missionários, no Setor Rodoviário, em Goiânia, foi a oitava escola em Goiás a ser ocupada pelo movimento estudantil que protesta contra as OSs na Educação em Goiás. A estudante Bárbara Ketrin, que integra o movimento, disse que as primeiras ocupações foram tranquilas, mas a partir da ocupação do Instituto de Educação de Goiás (IEG), a Polícia Militar começou a intimidar a ação dos estudantes. "Não foram truculentos, mas deixaram os carros parados na porta das escolas ocupadas. Hoje (segunda-feira, 14), a PM além de estar presente na porta das escolas, impede a entrada de estudantes", disse.

Além do Colégio Estadual José Lobo, foram ocupados também na manhã de segunda-feira (14),  o Colégio Pré-Universitário (Colu), na Rua 240, no Setor Leste Universitário, em Goiânia; o Colégio Estadual Cecília Meireles, na Rua 29, no Bairro Santo Antônio, em Aparecida de Goiânia e o  Colégio Polivalente Frei João Batista, em Anápolis. As outras escolas ocupadas pelo movimento estudantil são o Lyceu de Goiânia, Colégio Estadual Robinho Azevedo, Colégio Estadual José Carlos de Almeida e Instituto de Educação de Goiás (IEG).