Um coordenador pedagógico deve responder por abandono de incapaz após a estudante Annelise Lopes Andrade, de 17 anos, ter 60% do corpo queimado durante experimento em escola de Anápolis, na região central de Goiás. A Polícia Civil concluiu o inquérito sobre o caso nesta sexta-feira (13). O incêndio aconteceu no dia 30 de novembro do ano passado.  Segundo a dele...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários