A Polícia Civil de Goiás (PCGO) indiciou, na última semana, um médico do Hospital Araújo Jorge pelo crime de corrupção passiva após constatar que o homem cobrava de famílias de pacientes falecidos para preencher apólices de seguro. As investigações apontaram que o médico, que atua no hospital há quase 30 anos, cobrava valores entre R$ 200 e R$ 400 para o procedimento q...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários