Um homem de 39 anos foi preso na última segunda-feira (20), em Goianésia, suspeito dos crimes de racismo e homofobia. O homem teria se recusado a ser atendido por uma garçonete em um comércio pelo fato de ela ser negra, além de tê-la chamado de “preta feia”. Ele também é suspeito de proferir ofensas contra um casal homoafetivo que estava no local, dizendo que “sapatão i...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários