O naufrágio do barco-hotel em Mato Grosso do Sul que acabou com a vida de seis pessoas, entre elas cinco goianos, foi o fim de uma tradição familiar anual. É o que conta um dos sobreviventes do acidente, Leonardo Oliveira Alves, de 47 anos, que perdeu seu pai, Olímpio Alves de Souza, de 71 anos, por conta da tragédia. O sobrevivente detalha que seu pai era quem o...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários