A Polícia Civil concluiu, na última sexta-feira (7), o inquérito relacionado à morte do tabelião Luiz Fernando Alves Chaves, de 40 anos, que era titular do Cartório de Registro de Imóveis de Rubiataba, no Vale do São Patrício. Foram indiciadas sete pessoas, entre elas a esposa do cartorário, que teria encomendado a morte do marido para ficar com o seguro de vida. ...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários