O Tribunal de Contas do Estado de Goiás (TCE-GO) determinou, como medida cautelar, que a Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) suspenda o chamamento público para a gestão do Hospital Geral e Maternidade de Uruaçu (Hemu). A decisão é do conselheiro Sebastião Tejota e foi feita com base na instrução técnica da Gerência de Fiscalização do órgão. Ela foi ass...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários