Em parecer técnico publicado nesta sexta-feira (6), o Tribunal de Contas da União (TCU) pediu explicações para a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e para a concessionária Triunfo Concebra, num prazo de cinco dias, sobre possíveis irregularidades cometidas em aditivo contratual, que permitiu reajuste de até 193% no pedágio em rodovias federais em Goiás. D...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários