Crianças de 5 a 11 anos foram incluídas no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid-19, nesta quarta-feira (5). Contudo, a data de início da aplicação das doses ainda não foi anunciada pelo Ministério da Saúde, e o que se sabe até o momento é que o primeiro lote de vacinas pediátricas deve chegar ao país no dia 13 deste mês.

Diante do impasse sobre a necessidade ou não de prescrição médica para esse grupo, muitas dúvidas surgem a respeito de como essa vacinação será conduzida. Por isso, O POPULAR listou as principais informações sobre essa nova etapa do Plano Nacional de Imunização.

1. Quando as crianças serão vacinadas?
Apesar de não ter uma data exata, a previsão é que esse público comece a ser vacinado ainda neste mês de janeiro, após a chegada do primeiro lote de imunizantes pediátricos.

2. Qual será a ordem de vacinação?
A prioridade de vacinação será para as crianças que possuem comorbidade ou deficiência permanente e para indígenas e quilombolas. Em seguida, a aplicação seguirá por faixa etária, iniciando pelas crianças mais velhas.

3. Será preciso prescrição médica?
Não. Após inúmeras discussões, ficou definido que as crianças não precisarão de receita para se vacinarem.

4. Quando a segunda dose poderá ser tomada?
O intervalo informado pelo Ministério da Saúde é de oito semanas, diferente do que vem recomendado na bula, que é de três semanas.

5. A vacina para crianças é diferente da aplicada em adultos?
Sim. A vacina pediátrica tem dosagem e composição diferentes. Além disso, o frasco terá uma cor diferente para auxiliar os profissionais da saúde.

6. Crianças poderão se vacinar com doses de quais fabricantes?
Apenas a Pfizer, pois é a única aprovada no Brasil para crianças.

7. A vacina contra Covid-19 poderá ser aplicada no mesmo dia que outras vacinas do calendário infantil?
A recomendação da Anvisa é que haja um intervalo de pelo menos 15 dias entre as aplicações.

8. Como fica a situação se a criança completar 12 anos após a primeira dose?
A segunda dose ainda deverá ser pediátrica, assim como a primeira.