Três surtos da síndrome mão-boca-pé já foram notificados em escolas de Goiânia. O Centro de Informações Estratégicas e Resposta em Vigilância em Saúde divulgou nota com orientações para identificação do quadro, tratamento, prevenção e controle. A nota ainda informa que quem pega uma vez pode ser acometido novamente, já que o vírus é mutante e não existe vacina. A infecç...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários