Os saques em caderneta de poupança superaram os depósitos em R$ 35,49 bilhões em 2021, segundo dados divulgados pelo Banco Central (BC) nesta quinta-feira (6). Este é o pior resultado anual desde 2016, quando a modalidade registrou retirada líquida de R$ 40,7 bilhões.

No ano, os brasileiros depositaram R$ 3,4 trilhões e sacaram R$ 3,45 trilhões.

Em dezembro, contudo, a poupança teve entrada líquida de R$ 7,66 bilhões. No mês, os ingressos somaram R$ 325,8 bilhões e as retiradas, R$ 318,2 bilhões. Normalmente a caderneta tem resultado positivo no período em razão do pagamento do 13º salário.

O número negativo do ano veio após recorde de captação (diferença entre entradas e saídas) em 2020, com entrada líquida de R$ 166,3 bilhões. Os brasileiros conseguiram guardar dinheiro em meio ao pagamento do auxílio emergencial e à queda do consumo em decorrência do isolamento social.