O planejamento da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) é de utilizar o Serra Dourada de todos os modos possíveis após acordo com o Ministério Público de Goiás. Além de jogos, a administração do estádio já possui shows reservados, todos dentro do estádio.

A Seel acredita que os clubes goianos vão mandar jogos de apelo público no Serra Dourada, mesmo priorizando o uso dos estádios particulares.

“Temos um planejamento de curto, médio e longo prazo para o Serra Dourada, que é um diamante a ser lapidado pelo Estado. Sabemos que os clubes estão investindo em seus estádios, mas o Serra Dourada vai continuar sendo o palco dos grandes jogos, por conta da sua capacidade de público”, salientou o secretário de esportes Henderson Rodrigues.

Nas contas da Seel, cerca de 300 dias dentro de um ano ficariam livres para outros eventos. “Então, nesse sentido, o Serra Dourada pode ser usado para shows e eventos, se tornando um grande complexo de entretenimento”, completou o secretário, que vê o estádio como um ativo público que deve ser utilizado de todas as maneiras possíveis.

O Serra Dourada possui três eventos musicais de grande porte agendados para 2022. Além do “Histórias”, com shows sertanejos, que ocorre neste sábado (7), a dupla Henrique e Juliano terá um show no estacionamento do estádio. O evento está previsto para o dia 5 de junho. Além disso, a banda Gun’s Roses vai tocar do lado de dentro do estádio no dia 11 de setembro.

O Estádio Serra Dourada não recebe jogos desde 8 de dezembro de 2019. Em maio de 2021 chegou a ter um jogo do Aliança marcado, pelo Campeonato Brasileiro Feminino A2, mas foi alterado para o Olímpico. 

Na época, a Secretária de Estado e Esporte e Lazer (Seel) não explicou o motivo, posteriormente revelado que partiu de uma recomendação do Grupo de Atuação Especial em Grandes Eventos do Futebol (GFUT), que havia feito duas vistorias no estádio, por meio da Coordenação de apoio técnico pericial (Catep).

Nas vistorias, foram detectados problemas estruturais no Estádio Serra Dourada. No final do ano passado, Seel e GFUT avançaram no diálogo e entraram em acordo. Os laudos foram atualizados, alguns com restrições, mas sem vetar a presença de público. Um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) foi redigido e assinado no dia 1º de abril deste ano para oficializar a reabertura do estádio para jogos.