A delegação do Atlético-GO embarcou em voo fretado, na tarde deste domingo (31), para mais um jogo internacional, desta vez válido pelas quartas de final da Copa Sul-Americana.

O Dragão viajou para Montevidéu (Uruguai), onde enfrenta o Nacional na noite desta terça-feira (2), no Estádio Gran Parque Central, a partir das 19h15, reforçado pelo atacante Luis Suárez, que retorna ao clube uruguaio para quatro meses de contrato, antes de disputar a Copa do Mundo (Catar) no final do ano.

Leia também:
+ Atlético-GO sofre apagão e é goleado pelo Flamengo
+ Atacante lamenta falta de pegada do Atlético-GO na Série A

O Atlético-GO vive crise técnica na Série A do Brasileiro, está na faixa do rebaixamento (Z4) e vem de goleada para o Flamengo (4 a 1) na abertura do returno da Série A. O revés foi na noite de sábado (30), no Rio, onde a delegação atleticana estava hospedada até seguir para a capital uruguaia.

A comissão técnica atleticana convocou 21 atletas para a partida internacional:

Ronaldo e Renan (goleiros)
Hayner, Dudu, Jefferson, Arthur Henrique (laterais)
Wanderson, Edson, Klaus (zagueiros)
Gabriel Baralhas, Marlon Freitas, Edson Fernando (volantes)
Rickson, Jorginho (meias)
Luiz Fernando, Wellington Rato, Airton, Diego Churin, João Peglow, Léo Pereira, Ricardinho (atacantes)

Nesta segunda-feira (1º), o elenco treina no Estádio Parque Capurro. Três atletas retornaram a Goiânia. O volante Willian Maranhão (atuou pelo Santos no torneio) e não poderá jogar na Sul-Americana, enquanto o atacante Kelvin e o volante Rhaldney não estão inscritos no torneio internacional.