O meia Jorginho voltou a jogar bem no Atlético-GO. Quando isso ocorre, geralmente os resultados do time aparecem, como na boa vitória de 2 a 0 sobre o Corinthians pela Copa do Brasil, na noite de quarta-feira (27), no Estádio Antonio Accioly. O bom desempenho e o resultado deixaram o camisa 10 animado para o jogo deste sábado (30), às 20h30, no Maracanã, contra o  Flamengo.

Desta vez, será pela Série A, competição em que o Dragão não faz boa campanha e tem urgência em conquistar pontos para sair das últimas posições (Z4). Para Jorginho, o lugar do time atleticano é fora do Z4 da Série A, mas o triunfo na Copa do Brasil pode ajudar.

Leia também:
+ Atacante do Atlético-GO encara golaço como volta por cima
+ Autor de assistência, Dudu comemora ritmo de jogo pelo Atlético-GO após lesão

"Nós merecemos. Ninguém quer saber quando você joga lesionado, quando o filho está doente. Deixa as pessoas falarem", disse o jogador, convicto de que a cobrança é parte do futebol. "Somos cobrados todos os dias. Sabemos que temos de vencer. Não ganhamos nada, vencemos só o primeiro jogo (sobre Corinthians)", comentou o jogador atleticano.

O Atlético-GO vem de seis jogos sem triunfar na Série A - são cinco derrotas e um empate. "Independemente dos resultados, temos de jogar bem. Sabemos da capacidade dos jogadores nossos, espero que possamos nos destacar. A vitória (2 a 0) nos dá confiança, espero que na próxima rodada possamos vencer", afirmou Jorginho.

Segundo ele, o Atlético-GO jogará no Rio com a expectativa de repetir a boa atuação  do triunfo de 2 a 0 sobre o Fluminense, no dia 11 de junho, também no Maracanã. Favorito, o Tricolor viu o Dragão tomar conta do jogo no Maracanã e vencer com gols de Jefferson e Wellington Rato.

"Sabemos que nosso calendário é muito difícil. O objetivo é ficar na Série A. Mostramos maturidade no último jogo (Corinthians). Nosso time tem de continuar com ousadia, alegria. Precisamos sair desta zona (Z4) que incomoda. Dentro do Maracanã, temos de tentar impor o nosso ritmo", recomendou Jorginho. Nesta temporada, ele marcou oito gols. Alguns foram decisivos, como sobre o Corinthians, os dois marcados sobre o Goiás (1 a 0 na final e 3 a 0 na Copa do Brasil).