Na noite deste sábado (14), a partir das 19 horas, a Arena Independência recebe o encontro de Atléticos: o Mineiro, um dos favoritos à conquista de títulos que disputa na temporada, e o Goianiense, que precisa pontuar para deixar a incômoda faixa dos últimos colocados da Série A, o Z-4. O Galo conquistou o título do Campeonato Mineiro e a Supercopa do Brasil e briga para ser campeão daquilo que estiver em disputa. 

O Dragão tem uma parada difícil em Belo Horizonte e o técnico Umberto Louzer já estuda o adversário e prepara estratégia para buscar um resultado positivo na capital mineira. Para o treinador, o Dragão enfrenta"uma potência" do futebol brasileiro e sul-americano.  O Galo vem de um período de instabilidade, pois empatou com o Red Bull Bragantino-SP (1 a 1) e perdeu o clássico do América-MG (2 a 1) nos últimos jogos. Também precisa se reabilitar. 

"A partir de agora, começo a estudar nossa estratégia, a do adversário. O Atlético-MG é uma potência do nosso futebol, não à toa ganhou quase tudo ano passado, tem um elenco fortíssimo, valores individuais indiscutíveis, atletas de seleções, da brasileira ou de outros países. Então, é um adversário que vai exigir muito do nosso sistema defensivo e do ofensivo, vai exigir muito do nosso nível de organização e de concentração", avaliou otécnico do time rubro-negro em entrevista em Cuiabá-MT, antes de iniciar outra viagem demorada para Belo Horizonte.

O Dragão deixou a capital mato-grossense com a classificação às oitavas de final da Copa do Brasil, após vitória nos pênaltis (5 a 3) sobre o Cuiabá-MT, na quarta-feira (11). Só nesta sexta-feira (13) é que a comissão técnica poderá ter uma noção dos jogadores que se encontram em melhores condições físicas e mentais para o jogo na Arena Independência. Na tarde e noite desta quinta-feira, a delegação iniciou a viagem às 15h30 com previsão de só chegar em Belo Horizonte por volta da meia noite.  

O treinador lamenta não ter uma semana aberta para recuperar, trabalhar e treinar com mais intensidade o elenco. Na maioria dos jogos, a estratégia é descansar ao máximo os atletas para colocá-los em campo. Desde a conquista do título do Goianão, no dia 2 de abril, não foi possível preparar treinamentos de campo com os 25 jogadores do elenco. Assim, não será novidade se o atacante Léo Pereira ficar na reserva, como uma opção, por causa do desgaste físico. O meia Jorginho está suspenso e voltou para Goiânia.