O Atlético-GO foi derrotado pelo América-MG, por 1 a 0, na noite deste domingo (24), no Estádio Antônio Accioly, no encerramento do 1º turno da Série A do Campeonato Brasileiro. Com isso, a caminhada para fugir do rebaixamento será em terreno mais íngreme na segunda metade da competição nacional.

O Dragão terminou a primeira parte do Brasileirão com apenas 17 pontos conquistados e inserido na zona do rebaixamento. Neste momento, o time goianiense está a três pontos do Cuiabá, primeira equipe fora do Z4, mas que ainda enfrenta o Coritiba no complemento da 19ª rodada.

Com o revés diante do Coelho, em casa, o Dragão chegou ao sexto jogo sem vitórias na Série A do Brasileirão, sendo que sofreu a quinta derrota consecutiva no campeonato. O Atlético-GO não passava tantas rodadas sem pontuar na Série A desde a edição de 2012, quando perdeu sete jogos consecutivos entre a 3ª e a 9ª rodada daquele campeonato.

Agora, o time goianiense volta as atenções para a disputa da Copa do Brasil. Na próxima quarta-feira (27), o Dragão recebe o Corinthians, às 21h30, no jogo de ida das quartas de final da competição nacional.

Leia também:
+ Atlético-GO acerta contratação de zagueiro do Botafogo
+ Dragão inicia venda de ingressos para jogo contra o Corinthians

O JOGO

O Atlético-GO entrou em campo com várias modificações propostas pelo técnico Jorginho. O que não mudava era a necessidade inadiável de reação no Campeonato Brasileiro. O torcedor que compareceu ao Estádio Antônio Accioly tinha a esperança de voltar a ver uma vitória do Dragão, mas a animação se transformou em aflição em poucos minutos.

Aos nove minutos de jogo, a bola foi alçada na área e Camutanga, estreante do dia, jogou contra o próprio patrimônio. Foi um balde de água fria na torcida atleticana, que voltaria a comemorar poucos minutos depois. O gol do Coelho foi anulado por impedimento do atacante Henrique Almeida, que participou da jogada e tornou o lance irregular.

Só que o Coelho seguia mais perigoso na partida e abriu o placar aos 32 minutos. O volante Lucas Kal enxergou a movimentação de Felipe Azevedo nas costas da defesa e lançou para o atacante, que finalizou com perfeição e abriu o placar. O Atlético-GO produziu muito pouco na primeira metade do jogo e foi para o vestiário com a derrota parcial.

O técnico Jorginho mostrou que não gostou nada da exibição atleticana e promoveu quatro alterações para o segundo tempo. O treinador trocou os dois laterais e ainda mexeu na parte ofensiva com Peglow e Kelvin sendo colocados em campo.

O Dragão melhorou com as mexidas e começou a flertar com o empate. Aos 17 minutos, um lance incrível fez com que a torcida atleticana se levantasse das arquibancadas. Estreante, Peglow acertou um belo chute da entrada da área e acertou tanto o travessão como a trave, mas a bola teimou em não entrar.

Mesmo que de forma um pouco desordenada, o Atlético-GO se lançou ao ataque para tentar amenizar os danos que o Coelho causava no Estádio Antônio Accioly. O time rubro-negro criou algumas chances perigosas, mas não conseguiu vencer o goleiro Matheus Cavichioli e saiu de campo vaiado pela torcida.

FICHA TÉCNICA

Local: Estádio Antônio Accioly, em Goiânia.

Data: 24/7/2022 (domingo)

Horário: 18 horas

Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)

Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (FIFA/SP) e Lucio Beiersdorf Flor (RS)

VAR: Daiane Caroline Muniz dos Santos (FIFA/SP)

Atlético-GO: Ronaldo; Hayner (Dudu), Camutanga (Churin), Edson Felipe e Arthur Henrique (Jefferson); Willian Maranhão (Peglow), Marlon Freitas e Jorginho; Airton (Kelvin), Ricardinho e Wellington Rato. Técnico: Jorginho.

América-MG: Matheus Cavichioli; Raúl Cáceres (Patric), Éder, Luan Patrick (Maidana) e Marlon; Lucas Kal, Juninho, Arthur (Everaldo) e Matheusinho, Felipe Azevedo (Conti) e Henrique Almeida (Carlos Alberto). Técnico: Vágner Mancini

Gol: Felipe Azevedo aos 32’ do 1º tempo (América-MG).

Renda: R$ 47.425,00. Público pagante: 4.451.