O Juventude-RS sempre foi tratado como um adversário difícil para o Atlético-GO. Além disso, havia a lembrança amarga da derrota de 4 a 2 para o Palmeiras e a necessidade de vencer em casa para se afastar do Z4. O Dragão conseguiu afastar esses temores após sair em desvantagem no placar, no primeiro tempo, e ter desperdiçado um pênalti, na batida do capitão Marlon Freitas.

Ruim no primeiro tempo, superior na etapa final, o Atlético-GO conseguiu a vitória e a virada por 3 a 1 na noite deste domingo (19), no Estádio Antonio Accioly. Os gols da vitória foram marcados por Airton, Wellington Rato e Léo Pereira, enquanto o goiano Rodrigo Soares fez o gol de honra da equipe gaúcha.

O rubro-negro chega a 16 pontos e se afasta do Z4. Agora, mira o clássico pelas oitavas de final da Copa do Brasil, diante do Goiás, a partir da quarta-feira (22), também no Bairro de Campinas.

Veja também:
 Classificação do Campeonato Brasileiro

• Vídeo: torcidas organizadas de Goiás e Corinthians brigam em São Paulo

• Técnico do Goiás dispara contra arbitragem: 'erro grotesco'

Após os sete minutos de apagão em que sofreu quatro gols na derrota de 4 a 2 para o Palmeiras, o Atlético-GO precisava se ajustar na sequência da Série A. O Dragão teve pela frente o Juventude-RS, também em busca de um resultado positivo e para se afastar das últimas posições no Z4. Na verdade, a vitória seria vital para os dois lados.

O Atlético-GO alternou entre alguns bons momentos, nos quais poderia fazer o gol, e os instantes ruins. Neles, foi surpreendido pelo gol da equipe gaúcha e o pênalti mal batido e desperdiçado pelo volante e capitão Marlon Freitas. Assim, a equipe atleticana ficou devendo no primeiro tempo e saiu perdendo por 1 a 0.

O Juventude-RS carimbou a trave de Ronaldo, na conclusão marota de Óscar Ruiz, em que o goleiro fez golpe de vista e por muito pouco não viu a bola dentro das redes. O gol saiu de uma falha defensiva. No rebote, o lateral direito Rodrigo Soares acertou belo chute de primeira, na área - Juventude 1 a 0, aos 22 minutos, no gol do jogador goiano e natural de Porangatu.

Se ficar atrás no placar já era ruim, o Atlético-GO e a torcida no Antonio Accioly viram a partida ficar temerosa quando o time teve um pênalti. Na disputa com William Matheus, Hayner reclamou falta dentro da área. O VAR foi acionado e o árbitro confirmou o pênalti.

Marlon Freitas chutou forte, mas César fez a defesa. Marlon Freitas erra a segunda penalidade na temporada - o primeiro foi na vitória de 2 a 1 sobre a Aparecidense, pelo Goianão. Vaias da torcida atleticana para um dos jogadores mais respeitados e identificados com o clube.

No segundo tempo, o Atlético-GO voltou com o atacante Airton no lugar de Luiz Fernando. O Dragão pressionou desde os primeiros minutos. O Juventude-RS se assustou e viu o lateral e capitão William Matheus ser expulso após entrada dura sobre Marlon Freitas. O time rubro-negro chegou ao empate. Marlon Freitas se redimiu e fez o cruzamento para Airton - 1 a 1, aos 13 minutos.

No embalo, a torcida festejou o vira-vira. Na boa jogada de Jefferson, Wellington Rato foi esperto e desviou do goleiro - Atlético-GO 2 a 1, aos 17 minutos. Poderia ter ficado mais tranquilo, mas Diego Churin desperdiçou chance na cara do goleiro e Marlon Freitas carimbou o travessão do Juventude-RS.

Nessa batida, o rubro-negro dominou por completo o jogo, tanto com a vantagem no placar quanto por ter um jogador a mais em campo. Para finalizar o combate, Airton fez bela jogada individual e deixou para Léo Pereira desencantar na Série A - 3 a 1, aos 41 minutos.

Ficha técnica

Atlético-GO: Ronaldo; Hayner, Edson Felipe, Ramon Menezes, Jefferson; Gabriel Baralhas (Edson Fernando), Marlon Freitas (Gabriel Noga), Jorginho (Rickson); Luiz Fernando (Airton), Diego Churin (Léo Pereira), Wellington Rato. Técnico: Jorginho

Juventude-RS: César; Rodrigo Soares, Thalisson Kelven, Rafael Forster, William Matheus; Jadson (Darlan), Jean Irmer (Elton), Chico (Guilherme Parede), Capixaba (Paulinho Moccelin); Óscar Ruiz (Paulo Henrique) e Ricardo Bueno. Técnico: Eduardo Baptista

Local: Estádio Antonio Accioly (Goiânia-GO).

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique/CE. 

Assistentes: Nailton Júnior de Sousa Oliveira/CE e Luanderson Lima dos Santos/BA.

Árbitro de Vídeo: José Cláudio Rocha Filho/SP (VAR-Fifa). AVAR: Herman Brumel Vani/SP.

Gols: Rodrigo Soares aos 22 minutos do 1º tempo; Airton aos 13 minutos, Wellington Rato aos 17', Léo Pereira aos 41' do 2º tempo. 

Expulsão: William Matheus (2º tempo)