A Taça das Favelas Goiás foi lançada nesta sexta-feira (5), no Centro Cultural Casa de Vidro Antônio Poteiro. Ex-jogadores, como Josué e Fabão, representantes de Atlético-GO, Goiás e Vila Nova, além de autoridades estiveram no local para dar o pontapé oficial da competição, que em 2022 terá a presença de 90 equipes e será o modo que uma seleção representando o Estado será montada para a disputa do primeiro Campeonato Brasileiro de Favelas do Brasil.

Três cidades serão sedes dos jogos, que começam a partir do dia 20 de agosto: Goiânia, Aparecida de Goiânia e Senador Canedo. As peneiras para montagem das equipes serão feitas, nos bairros de times inscritos, a partir deste sábado (6).

“O mais importante da Taça das Favelas não é só revelar jogadores, mas proporcionar a inclusão social por meio do esporte. Proporcionar espaços e possibilidades de lazer e integração social para pessoas que praticamente não recebem essas oportunidades. Se conseguirmos revelar mais jogadores, já que a Taça das Favelas tem esse poder de revelação por ser uma vitrine, será ainda mais significativo”, comentou Breno Cardoso, presidente da Central Única das Favelas Goiás, que organiza a competição.

Leia também
Mais da metade dos brasileiros acreditam no hexa, diz pesquisa

Representantes dos três principais clubes do Estado estiveram no lançamento da Taça das Favelas. O Goiás foi representado pelo goleiro Marcelo Rangel, o zagueiro Reynaldo e o diretor das categorias de base, Eduardo Pinheiro. O Atlético-GO teve o goleiro Renan e o diretor da base rubro-negra, Wendell Batata. Pelo Vila Nova, Olímpio Jayme Neto, diretor das categorias de base do time colorado, esteve no local.

Autoridades como o prefeito Rogério Cruz (Republicanos) e o secretário de esportes de Goiânia, Álvaro Alexandre, também estiveram no lançamento do evento.

Neste ano, a Taça das Favelas será utilizada para montar uma seleção, que vai representar o Estado na disputa do Campeonato Brasileiro de Favelas. O torneio será disputado pela primeira vez no País, entre os meses de outubro e novembro.

“Os destaques da Taça das Favelas Goiás vão ser convocados para montar a seleção de Goiás e representar o Estado no Brasileiro de Favelas”, disse Breno Cardoso.