O Internacional frustrou os planos de ascensão do Goiás e derrotou o time esmeraldino, por 2 a 1, na noite desta quarta-feira (15), na Serrinha. A equipe goiana não conseguiu deter os colorados e perdeu a invencibilidade jogando em seu estádio nesta Série A do Campeonato Brasileiro.

O Goiás sofreu dois gols nos inícios de cada um dos tempos do jogo e até buscou não sair derrotado de casa. No primeiro tempo, o esforço foi premiado com o empate, mas, na etapa final, a equipe mandante pouco produziu para tentar somar ao menos um pontinho na Serrinha.

Veja também:
+ Classificação do Brasileirão

Com o resultado, o Goiás fica com os mesmos 14 pontos e volta a ficar ameaçado pela zona do rebaixamento. O time esmeraldino pode até terminar a 12ª rodada dentro do Z-4. O Internacional, por sua vez, chega ao 16º jogo de invencibilidade na temporada e se coloca dentro do G-4.

Com a lua cheia como testemunha da partida, o Goiás começou no ataque e quase abriu o placar com um gol olímpico. Élvis cobrou escanteio fechado e acertou a trave direita do gol defendido por Daniel. O barulho da bola na trave parece ter despertado a equipe colorada.

O time de Mano Menezes se lançou ao ataque e não demorou para abrir o placar. Após rondar a área de Tadeu e ver um cruzamento beliscar a trave direita, o Inter marcou com o capitão Edenílson, após receber passe do lateral Moisés.

A postura da equipe visitante após abrir o placar foi de recuar e apertar a marcação. O Goiás precisava mostrar para sua torcida que tinha capacidade de reagir e ser criativo. Se com a bola no gramado estava difícil, o time esmeraldino usou o expediente da bola parada para chegar ao empate.

Aos 40 minutos, Élvis voltou a ser perigoso em cobrança de escanteio. O capitão esmeraldino levantou na área e encontrou o zagueiro Da Silva, que subiu mais alto que todos e cabeceou firme para empatar. Minutos depois do empate, Da Silva e Élvis se estranharam em campo e foi necessária a intervenção dos colegas de equipe para acalmar os ânimos.

O ímpeto esmeraldino para uma virada foi interrompido logo no primeiro minuto do 2º tempo. David fez boa jogada pela direita, foi até a linha de fundo e cruzou rasteiro para o meia Alan Patrick completar para o gol, sem chances para Tadeu.

Assim como ocorreu no primeiro tempo, o Goiás sofreu um gol muito cedo e precisou mostrar o poder de reação. Desta vez, a equipe do técnico Jair Ventura não encontrou espaços na defesa do Internacional e teve de lidar com o sentimento de derrota diante de seu torcedor pela primeira vez neste Brasileirão.

O Goiás volta a campo no próximo domingo (19) para enfrentar o Corinthians, às 16 horas, na Neo Química Arena, em São Paulo. O técnico Jair Ventura poderá contar com o retorno do volante Fellipe Bastos. Por outro lado, o volante Matheus Sales e o zagueiro Reynaldo César serão desfalques por terem de cumprir suspensão automática. O zagueiro Caetano, emprestado pelo Corinthians, fica fora por força de contrato.

FICHA TÉCNICA

Local: Estádio da Serrinha, em Goiânia

Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)

Assistentes: Jean Márcio dos Santos (RN) e Lorival Cândido das Flores (RN)

Árbitro de Vídeo: Vinicius Furlan (SP)

Público: 7.689 pagantes

Renda: R$ 233.520,00

Gols: Edenílson aos 7’ do 1º tempo e Alan Patrick a 1’ do 2º tempo (Internacional); Da Silva aos 40’ do 1º tempo (Goiás)

Goiás: Tadeu; Da Silva, Caetano e Reynaldo César (Pedro Junqueira); Diego, Caio Vinícius (Luan Dias), Matheus Sales (Auremir), Élvis e Dadá Belmonte; Vinícius (Vitor Hugo) e Pedro Raul (Renato Júnior). Técnico: Jair Ventura

Internacional: Daniel; Bustos (Rodrigo Moledo), Vitão, Mercado e Moisés; Gabriel, Johnny (Liziero), Edenílson e Alan Patrick (Maurício); Wanderson (Pedro Henrique) e David (Alemão). Técnico: Mano Menezes