O Goiás inicia contra o Coritiba sua caminhada no 2º turno da Série A do Campeonato Brasileiro e quer fazer valer a força do mando de campo nesta segunda metade da competição nacional para garantir permanência na elite do futebol do Brasil.

No 2º turno, o time esmeraldino tem dez jogos marcados para a Serrinha. Neste momento, entre os adversários que enfrentam o Goiás, em Goiânia, estão seis clubes que se posicionam na metade inferior da tabela de classificação e podem ser considerados como confrontos diretos para a equipe treinada por Jair Ventura.

Apesar de ter uma tabela favorável no aspecto do mando de campo, em comparação com outros concorrentes, o Goiás precisa melhorar seu rendimento dentro de casa para não passar sustos neste 2º turno. O Goiás tem a sétima pior campanha como mandante no Brasileirão, com 48,1% de aproveitamento dos pontos disputados na Serrinha.

Leia também:
+ Goiás finaliza pouco, mas é eficiente na Série A
+ Contra o Coritiba, Goiás terá pelo menos três desfalques

O primeiro desafio nesta lista de dez jogos como mandante no 2º turno é contra o Coritiba, sábado (30). A equipe paranaense foi a única que conseguiu impor uma derrota com diferença elástica sobre o time esmeraldino. Naquela ocasião, na estreia do Brasileirão, o Goiás ainda era treinado pelo técnico Glauber Ramos e foi goleado por 3 a 0.

Uma vitória sobre o Coxa neste sábado (30) representará a conquista de pelo menos uma posição na tabela de classificação. As duas equipes estão empatadas na pontuação, com 22 pontos cada, mas o time paranaense leva vantagem no primeiro critério de desempate, com seis vitórias diante de cinco triunfos esmeraldinos.

Desta forma, o Goiás encara a partida como mais uma decisão e espera contar com o apoio da torcida esmeraldina na tarde deste sábado. Desde o início da temporada, o presidente do clube, Paulo Rogério Pinheiro, pede que a torcida compareça em peso nesse tipo de partida contra adversários que não sejam aqueles mais tradicionais no cenário nacional.

Após o 1º turno concluído, o Goiás tem a quinta menor média de público do Brasileirão. Com 8.204 pagantes por jogo, o time esmeraldino supera apenas Atlético-GO (6.280), RB Bragantino (5.137), Juventude (4.099) e América-MG (1.880). A taxa de ocupação do Goiás na Serrinha é de cerca de 60% da capacidade do estádio, em média.

Goiás em casa no 2º turno

30/7 - Coritiba (13º)
13/8 - Avaí (16º)
27/8 - Atlético-GO (18º)
(a definir) - Flamengo (6º)
(a definir) - Botafogo (11º)
(a definir) - Fortaleza (20º)
(a definir) - Corinthians (2º)
(a definir) - América-MG (15º)
(a definir) - Juventude (19º)
(a definir) - São Paulo (10º)