O goleiro Ronaldo, do Atlético-GO, será submetido a exames para saber a gravidade da lesão sofrida no ombro direito, na vitória de 1 a 0 sobre o Nacional (Uruguai), na noite de terça-feira (2), em Montevidéu. Assim que a delegação atleticana estiver em Goiânia, o jogador vai passar por ressonância magnética para saber realmente o que houve no local e os próximos passos na recuperação.

Logo após se esticar para espalmar uma bola colocada, numa cobrança de falta, Ronaldo se contundiu, foi substituído e saiu de campo chorando. Depois, foi encaminhado a um hospital próximo ao Estádio Gran Parque Central.

Liberado, o goleiro voltou ao palco da partida para acompanhar o time no triunfo sobre o Nacional. O médico do Atlético-GO, Avimar Teodoro, explicou que fez a "redução do ombro" do jogador. Após o acidente de trabalho, Ronaldo passou a usar uma tipoia para evitar os movimentos no local e agravar a contusão.

Leia também:
+ Atlético-GO está no mercado para contratar goleiro
+ Após sete mudanças, técnico do Atlético-GO aprova atuação no Uruguai

No Dragão desde o início da temporada, Ronaldo teve uma contusão muscular na pré-temporada, mas logo se recuperou e voltou aos treinos. Ele ganhou a titularidade de Luan Polli após empate com o Cuiabá-MT.  

O médico do Dragão não fez previsão sobre o tempo de recuperação do atleta, mas a comissão técnica tem consciência de que o atual terceiro goleiro do elenco, o jovem Léo, deverá ser relacionado para ficar no banco no jogo deste sábado (6), contra o Red Bull Bragantino-SP, no Estádio Antonio Accioly.

No caso, Renan será mantido como titular. Ele foi destaque no jogo internacional, fazendo dificeis. O clube deverá buscar no mercado um outro goleiro.