O atacante Jô, do Corinthians, relatou em post no Instagram que a esposa, os filhos do jogador e amigos do atleta foram barrados de uma unidade do Tatu Bola Bar, neste domingo (1º), por usarem camisas do clube alvinegro.

"Hoje, no dia do trabalho, enquanto eu estava trabalhando e cumprindo minhas obrigações, minha família, razão de tudo, passou por um momento lamentável. Minha esposa, meus filhos e amigos foram impedidos de entrar para almoçar em um restaurante da rede Tatu Bola. O motivo? Pasmem! Minha esposa e meu filho estavam usando a blusa do time pelo qual eu jogo, pois iriam me assistir logo depois", escreveu Jô.

Neste domingo, o Corinthians recebeu o Fortaleza na Neo Química Arena e venceu por 1 a 0, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro.

"Um médico usa seu jaleco com orgulho, um defensor civil usa seu uniforme com orgulho, mas, quando falamos de futebol, uma família não pode usar o uniforme do trabalho do pai? O que está acontecendo com o mundo? Não é o que fala, é como fala. Não é o que faz, é como faz!", acrescentou o jogador, que ainda disse que o episódio não passará impune.

"Para que esse fato seja exemplo para os estabelecimentos de como não agir com seus clientes e para que outras famílias não sintam e passem pelo que minha família passou hoje."

Em nota enviada à reportagem o Tatu Bola Bar informou que há dez anos não permite que os clientes frequentem os estabelecimentos com camisas de time da cidade de São Paulo para evitar discussões entre torcedores.

"Isto porque já tivemos ocorrências de violência entre torcidas antes dessa prática. O espaço conta com aviso na entrada que vale para qualquer tipo de vestimenta que tenha siglas de times de futebol ou das torcidas organizadas destes clubes", disse o Tatu Bola.

"O Tatu Bola lamenta o ocorrido e reforça que não teve a intenção de ofender qualquer pessoa ou torcida. A iniciativa é uma questão de maior segurança para todos os clientes. Desejamos que o convívio entre as diversas torcidas volte a ser pacífico e harmonioso. A equipe está tentando contato com Jô e sua família para esclarecer os fatos", acrescentou o estabelecimento.

Confira a nota completa do bar Tatu Bola Bar:
Para evitar discussões entre torcedores, o Tatu Bola Bar, assim como vários outros bares e restaurantes, há 10 anos, não permite que seus clientes frequentem os estabelecimentos com camisas de times de futebol da capital. Isto porque já tivemos ocorrências de violência entre torcidas antes dessa prática. O espaço conta com aviso na entrada que vale para qualquer tipo de vestimenta que tenha siglas de times de futebol ou das torcidas organizadas destes clubes. O Tatu Bola lamenta o ocorrido e reforça que não teve a intenção de ofender qualquer pessoa ou torcida. A iniciativa é uma questão de maior segurança para todos os clientes. Desejamos que o convívio entre as diversas torcidas volte a ser pacífico e harmonioso. A equipe está tentando contato com Jô e sua família para esclarecer os fatos.