O meia Jorginho espera que o Atlético-GO possa reencontrar o caminho da vitória no jogo na noite desta quarta-feira (4), a partir das 19h15, no Estádio Antonio Accioly. O Dragão recebe o Defensa y Justicia (Argentina) pela 4ª rodada do Grupo F da Sul-Americana e tem de vencer para se manter com boas chances de avançar à fase seguinte.

Leia também:
+ Z4 incomoda trio goianiense nas séries A e B do Brasileiro

+ Veja como está o adversário do Atlético-GO na Copa da Liga argentina

Jorginho é o típico jogador que sente o ritmo dos jogos, costuma perder peso e precisa de uma atenção especial para recuperar a condição física. Autor do gol do empate de 1 a 1, sábado (30), sobre o Cuiabá, o camisa 10 atleticano garante que se encontra bem fisicamente e espera voltar a ser decisivo no torneio continental.

"Estou muito bem fisicamente, tenho me preparado bem desde a pré-temporada, ainda mais aqui no Atlético-GO, onde o pessoal (preparação física) gosta de puxar um pouquinho. Vocês (imprensa) estão no dia a dia (do clube) e acompanham. O calendário brasileiro é um pouco complicado. O pessoal (comissão técnica) tem avisado o que fazer", disse o jogador rubro-negro, que se destacou na estreia atleticana na atual edição do torneio, quando fez um gol e participou de outros três na goleada sobre a LDU (Equador) por 4 a 0, também em Goiânia.

Segundo Jorginho, foi uma das melhores atuações pelo clube, incluindo a da Série B de 2014, em que marcou três gols na vitória sobre o Oeste-SP, por 4 a 2. Jorginho considera os atletas rivais, de outros clubes sul-americanos, como "catimbeiros", mas entende que é preciso ter paciência e inteligência para lidar com essa adversidade.

Sobre o perfil do adversário argentino, o Defensa y Justicia, Jorginho o vê como um time que é bem organizado taticamente e que deverá vir a Goiânia para decidir a classificação, pois vem de derrota em casa (para a LDU, por 2 a 1), soma três pontos e também precisa dar uma guinada na chave e no torneio, em que foi campeão em 2020.

"O Defensa (y Justicia) é uma grande equipe, tivemos muita dificuldade de jogar na casa do adversário, que tem uma torcida que empurra em todos os momentos, é um time muito rápido. Sabemos como jogar contra o Defensa (y Justicia)", explicou o jogador.

"Na nossa casa, temos de impor nosso ritmo, jogar da mesma maneira que estamos jogando. Daremos um passo à frente se ganharmos, pois, se ganharmos, vamos eliminar o adversário. Então, creio que vamos fazer um grande jogo e sair com um grande resultado", ressaltou Jorginho.

Sobre a sequência atleticana sem vitórias - cinco partidas seguidas - Jorginho acredita que a fase de resultados ruins pode acabar no Estádio Antonio Accioly. "Se não me engano, são cinco jogos sem vencer. Mas agora são outras competições, estamos no caminho certo. Todo jogo, procuramos vencer, saímos vencendo os jogos, mas temos levado gols no final."

Por ser decisivo, o jogo deve ser de duas equipes parelhas em uma partida aberta, em que não pode haver erros. "Vamos enfrentar um grande adversário, é um jogo muito importante, que vai decidir muita coisa, nossa classificação. Temos dois jogos em casa importantíssimos. É mostrar nossa força dentro de casa, retomar o caminho da vitória para buscar nossos objetivos durante a competição", afirmou o camisa 10.