Dono da 2ª melhor defesa da Série B, o Goiás teve no seu sistema defensivo um dos principais destaques da equipe na campanha do acesso à Série A em 2021. O time aparece entre os que mais desarmam e entre os que mais jogos ficaram sem sofrer gols na competição nacional.

Nos desarmes, o Goiás tem média de 15,8 por jogo na Série B. Os principais jogadores no quesito são Rezende (2,6 de média por jogo), Fellipe Bastos (2,2), Heron (2), Caio Vinícius (1,9) e Dieguinho (1,8).

No quesito, o Goiás só é superado pelo CSA, que tem 16,5 desarmes por jogo, e o Brusque, que aparece com 16,2, depois de 37 rodadas. Outro número defensivo em que o Goiás é destaque na Série B é o número de jogos sem ser vazado. Ao todo, o time esmeraldino não sofreu gols em 16 partidas. Os jogos foram contra Sampaio Corrêa, Confiança, CRB (nos dois turnos), Avaí, Vila Nova, Vasco, CSA, Londrina (nos dois turnos), Botafogo, Operário-PR, Brusque, Vitória e Remo.

Apenas o Botafogo, em 20 ocasiões, não foi vazado em mais jogos que o Goiás.

Considerando os acessos do Goiás nos pontos corridos, o de 2021 foi o que o time conquistou tendo a melhor defesa. Na atual edição, o clube esmeraldino tem a 2ª melhor defesa com 29 gols sofridos. Em 2012 foram 37 gols sofridos e em 2018 a equipe foi vazada 50 vezes.

Nos números ofensivos, o Goiás teve destaques individuais. Alef Manga é o principal artilheiro da equipe com dez gols marcados. Bruno Sávio (Guarani, 11 gols), Cano (Vasco, 11), Jean Carlos (Náutico, 11) Dellatorre (CSA, 11), Rafael Navarro (Botafogo, 14), Edu (Brusque, 16) e Léo Gamalho (Coritiba, 16) marcaram mais gols que o artilheiro esmeraldino.

O meia Elvis, por sua vez, é o jogador com mais assistências na Série B. O esmeraldino deu 11 passes para gols na competição. Alef Manga e David Duarte, três gols cada, foram os principais alvos do camisa 10. Bruno Mezenga (duas vezes), Caio Vinícius, Hugo e Nicolas também se aproveitaram dos passes do meia.