O Anápolis está eliminado da Série D do Campeonato Brasileiro. Na tarde deste domingo (31), em jogo  disputado no Estádio Olímpico, o Galo da Comarca reverteu no tempo regulamentar a vantagem de três gols obtida pelo Real Noroeste-ES, goleando-o por 3 a 0 - gols de Zizu, Tibúrcio e Romarinho (pênalti). Na definição da vaga nas penalidades, o tricolor decepcionou a sua torcida e foi batido por 3 a 1 - Márcio Luiz converteu a única cobrança, enquanto Ariel, Romarinho e João Marcelo desperdiçaram as cobranças.

Tony Galego, Jhonatan e Tinho foram eficientes nos pênaltis e deram a classificação aos visitantes. A ausência de jogadores experientes, como Zizu e Stefano, que tiveram de ser substituídos, foi lamentada no Anápolis, assim como o desgaste na viagem para o jogo de ida, semana passada, na cidade de Águia Branca-ES.

Pela segunda vez nos últimos anos, o Anápolis chora uma derrota nos pênaltis em partida decisiva em Goiânia - na final do Goianão 2016. o Galo da Comarca perdeu o título para o Goiás no Estádio Serra Dourada - Leandro Euzébio parou nas mãos do goleiro Ivan.

Fora da Série D, o Anápolis só volta a disputar torneios oficiais em 2023, quando terá o Estadual e novamente a Série D do Brasileiro.

Mandante na partida de volta, o Anápolis não pôde jogar no Estádio Jonas Duarte, em Anápolis, por causa da realização de um evento que faz parte da agenda do aniversário de 115 anos do município. Assim, o Galo da Comarca teve de se deslocar para Goiânia, onde jogou no Estádio Olímpico.

Leia também:
+ Série A: Atlético-GO sofre apagão e é goleado pelo Flamengo
+ Série B: Vila Nova leva empate no fim e segue na lanterna

No tempo regulamentar, o Anápolis fez o que parecia distante - buscou a goleada por três gols de diferença, depois de ter sido derrotado fora de casa por 5 a 2. O Galo da Comarca tomou as iniciativas do jogo diante do time capixaba, apoiado por um grupo de torcedores que se deslocaram de Anápolis até Goiânia. Aos gritos de "eu acredito'', a torcida tricolor empurrou o time.

O placar foi aberto no início do jogo, aos 12 minutos, pelo meia atacante Zizu. Ainda no  primeiro tempo, Zizu se contundiu e foi substituído por Ariel. Antes do intervalo, melhor em campo e animado pela vantagem no marcador, o Anápolis conseguiu reduzir a diferença. No cruzamento, o zagueiro Tibúrcio ampliou aos 46 minutos.

No segundo tempo, a equipe goiana teve mais dificuldades, pois o Real Noroeste se fechou para segurar o placar que garantiu a classificação. O técnico Luiz Carlos Winck reforçou o ataque com João Marcelo, Bernardo, Gustavo Vintecinco e Romarinho. A estratégia surtiu efeito. Vintecinco foi derrubado na área. Pênalti convertido por Romarinho, aos 38 minutos, e vaga à próxima fase decidida nas penalidades, entretanto, o Galo da Comarca acabou eliminado.

Na despedida da Série D, o Anápolis atuou com Leandro; Fábio, Tibúrcio, Márcio Luiz, Hugo; Batista, Stefano (Bernardo), Zizu (Ariel); Marcelinho (João Marcelo), Igor Bahia (Gustavo Vintecinco), Tony Júnior (Romarinho).