O meia-atacante Luan foi anunciado como reforço do Goiás no dia 12 de fevereiro de 2022 e após 82 dias deixa o clube esmeraldino. Cercado de expectativas por parte da torcida do Goiás, o jogador pediu para sair do clube alegando problemas pessoais.

Com perfil vencedor e ídolo do Atlético-MG, Luan chegou ao Goiás para recomeçar sua carreira no futebol brasileiro após passagem discreta no futebol japonês. O jogador chegou à Serrinha após o início do Campeonato Goiano e não participou da pré-temporada com o restante do elenco.

Leia também:
+ Após três meses, Luan deixa o Goiás

Desde a chegada em Goiânia até a estreia diante do Anápolis, fora de casa, foram 12 dias de preparação. Após a última partida dele com a camisa do Goiás, diante do Atlético-MG, o jogador reclamou que não teve uma preparação física adequada. 

“Cheguei, não tive uma preparação física adequada. Prometeram um trabalho especial, mas não deu tempo, tive que jogar contra o Anápolis fora, e no dia a dia estou pegando meu condicionamento físico, mas não é o Luan", disse o jogador, antes de pedir rescisão contratual.

Ao todo, Luan participou de apenas 12 jogos pelo Goiás e não conseguiu se firmar como titular no ataque esmeraldino e nem mesmo no meio-campo, embora tenha sido aproveitado por Glauber Ramos, Bruno Pivetti e Jair Ventura em mais de uma posição em campo.

Nesta quinta-feira (5), a diretoria esmeraldina emitiu nota oficial anunciando a rescisão contratual entre Goiás e Luan. O clube revelou que a saída foi um pedido do atleta, que alegou problemas pessoais para solicitar o fim do vínculo. A diretoria não tentou demovê-lo da ideia e aceitou o pedido do atleta. Em conta pessoal no Instagram, Luan fez publicação ressaltando que a família é prioridade em relação ao trabalho.

Com a janela de transferências fechada para novas contratações até julho, a saída de Luan representa uma opção a menos para o técnico Jair Ventura. O treinador que tinha perdido recentemente o atacante Luis Filipe, por lesão grave, agora fica sem outro jogador que poderia agregar na produção ofensiva da equipe. 

Embora Luan seja um jogador renomado no cenário do futebol nacional, a saída dele não vai representar um grande alívio na folha salarial esmeraldina. O meia-atacante recebia uma salário fixo modesto no clube para os padrões da Série A, que era ampliado em caso de participações nos jogos com valores diferentes para partidas como titular ou saindo do banco de reservas.

Nos jogos do Goiás na Serrinha, parte da torcida esmeraldina pegou no pé do jogador cobrando melhor resposta do atleta em campo. Em alguns momentos, o jogador foi alvo individual do torcedor, que em geral estava lotando a Serrinha e incentivando o clube, apesar do momento ruim sem vitórias neste início de Série A do Campeonato Brasileiro.