Com um gol e uma assistência no empate do Goiás com o São Paulo, por 3 a 3, o atacante Pedro Raul comprovou que tem sido o principal nome da campanha esmeraldina na Série A do Campeonato Brasileiro e já se coloca entre os grandes artilheiros do clube nos últimos dez anos na competição.

Neste período, o Goiás teve apenas outros três jogadores que marcaram pelo menos uma dezena de gols em uma edição da Série A. Além de Pedro Raul, os outros goleadores que chegaram aos dois dígitos no Brasileirão foram o centroavante Fernandão, o prata da casa Erik e o atacante Walter.

Em comparação com esses outros goleadores, Pedro Raul leva uma grande vantagem na média de gols conseguida até agora. Neste 1º turno do Brasileirão, o jogador esteve em campo em 17 partidas e balançou as redes em dez oportunidades, o que lhe confere uma média de 0,58 gol/partida.

O atacante é o vice-artilheiro da Série A, ao lado de Calleri (São Paulo) e atrás do artilheiro Germán Cano (Fluminense), que já marcou 12 vezes.

Último esmeraldino a obter a marca de pelo menos dez gols no Brasileirão, o atacante Fernandão, que defendeu o clube em 2020, precisou de 24 jogos para marcar a mesma quantia de gols. A média do centroavante, que foi importante na reta final daquela edição na luta contra o rebaixamento, foi de 0,40 gol/partida.

Antes de Fernandão e Pedro Raul, o principal goleador do Goiás na 1ª Divisão foi uma cria das categorias de base do clube. O atacante Erik, hoje no futebol chinês, conseguiu marcar ao menos dez gols em duas temporadas consecutivas. Em 2014, o atacante balançou as redes 12 vezes na temporada em que foi eleito a “revelação” da competição, em 34 jogos. No ano seguinte, o jogador fez dez gols, mas foi preterido em vários jogos pelo técnico Hélio dos Anjos e marcou a quantidade em 26 jogos.

Em 2013, Walter teve temporada brilhante na Série A e marcou 13 gols em 32 partidas.

Pedro Raul está na briga pela artilharia com Germán Cano e pinta como um possível nome para colocar o Goiás novamente no topo da tábua de goleadores da principal competição nacional. O último artilheiro esmeraldino foi Souza, em 2006.

Nas temporadas de 2008 e 2009, o Goiás contou com dois jogadores marcando pelo menos dez gols em cada uma das edições. Em 2008, a dupla artilheira do clube respondia pelos nomes de Paulo Baier (14 gols) e Iarley (12 gols). No ano seguinte, os goleadores foram Felipe (13 gols) e Iarley (12 gols).