À espera do julgamento por estupro coletivo na terceira e última instância da Justiça Italiana marcado para 19 de janeiro, Robinho ainda sonha com um retorno ao Santos. Aos 37 anos, o atacante não admite a aposentadoria e vive uma vida tranquila entre as duas casas na Baixada Santista: uma para o dia a dia, em Santos, e outra para lazer, no Guarujá. A reportagem ...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários