O presidente do Atlético-GO, Adson Batista, valorizou a vitória de 2 a 0 do Atlético-GO sobre o Corinthians, na noite desta quarta-feira (27), no Estádio Antonio Accioly. Para o dirigente atleticano, "estávamos carentes de um resultado positivo como este" e o time "foi brioso, dividiu as jogadas, soube jogar".

O dirigente avaliou que o Dragão mereceu o resultado positivo e destacou que a reunião entre elenco, comissão técnica e ele, na tarde de terça-feira (26), foi dura e serviu para uma mudança de atitude interna.

Adson Batista revelou ter consciência que "magoei muita gente", mas que o encontro foi positivo. O dirigente não citou nomes de pessoas que poderia ter atingido, porém repetiu que não é de fugir quando é preciso encarar os problemas e tomar decisões.

"Tem de hora que é preciso ser verdadeiro. Não quero que gostem de mim, mas que me respeitem. O ambiente é muito bom e mostramos que temos um bom grupo", destacou o dirigente atleticano.

Leia também:
Atlético-GO vence o Corinthians e abre vantagem nas quartas da Copa do Brasil
+ Veja as notas e atuações de Atlético-GO x Corinthians
Renda contra o Corinthians é a maior do Atlético-GO na temporada

As cobranças no domingo (24), após a derrota em casa para o América-MG, recaíram sobre o técnico Jorginho. O dirigente disse que confia no trabalho do treinador e que basta que o time continue jogando no Brasileirão como tem atuado nas copas Sul-Americana e do Brasil. "O treinador tem o grupo na mão", definiu Adson.

Além das conversas em grupo, o dirigente costuma falar individualmente com os jogadores. Um deles foi o zagueiro Wanderson, que tem sido criticado pela torcida. "Falei ao Wanderson: tem de zagueirar, meu filho. Se você não zagueirar, vai me matar e matar um punhado de gente", disse o dirigente, mostrando um tom descontraído em algumas colocações.

Adson Batista também criticou parte da imprensa paulista, que colocou o Corinthians como favorito à vitória em Goiânia. "Fomos avacalhados pela imprensa paulista. Eles ajudaram o Atlético-GO na preleção. Não conhecem o Atlético-GO, que é um clube único, organizado", frisou o presidente do Atlético-GO.

"Todo mundo jogou bem. Teremos um jogo muito difícil contra o Flamengo (sábado, 30), temos de saber enfrentar (o Flamengo). Quero dizer que o Atlético-GO tem um time consistente. Vou fazer de tudo para não cair, mas estamos bem nas Copas."