De estatura elevada, com 1,94m, magro e esguio, o goleiro Ronaldo decidiu a classificação do Atlético-GO às oitavas de final da Copa do Brasil. Ele defendeu a cobrança de pênalti do meia Pepê, do Cuiabá-MT, após empate de 0 a 0 no tempo regulamentar no jogo disputado na Arena Pantanal, em Cuiabá-MT. O Dragão avançou com vitória nas penalidades por 5 a 3 e, agora, espera pela definição do adversário na próxima fase do torneio, através de sorteio. O clube goiano garante a vaga e fatura mais de R $3 milhões pela classificação.

Em entrevista ao Sportv, após o resultado positivo fora de casa, Ronaldo destacou que foi muito importante o trabalho de levantamento de dados da comissão técnica e ressaltou que é preciso observar bem os movimentos do jogador adversário. "Sempre estudamos, recebemos sempre uma lista sobre os batedores juntamente com o Nonô (Claudio Cerqueira), o nosso treinador de goleiros. Até falei com ele (Nonô), antes, que nós estudamos, mas tem muitos pênaltis aleatórios, para um lado, para outro, no meio. Então, o feedback mais importante é ali, na hora da batida, olhar para o atleta, ver o posicionamento dele para finalizar e tomar a melhor decisão possível", destacou o camisa 1 atleticano.

Ele evita fazer projeções muito otimistas sobre as chances do clube repetir a campanha da Copa do Brasil de 2010, quando chegou às semifinais e foi eliminado pelo Vitória. "Temos de ir um passo a cada vez. Vamos trabalhar para o próximo jogo, esperar o próximo adversário. Claro que queremos bater esta meta (chegar à semifinal da Copa do Brasil) e fazer história no clube. Mas é como falei: é um passo de cada vez", recomenda Ronaldo.

Segundo ele, o Atlético-GO tem um elenco bom, mas admitiu que o desgaste físico, por causa do calor em Cuiabá-MT, acabou atrapalhando o time. "Trabalhamos bastante, o nosso grupo é muito bom, nos cobramos bastante. Fizemos grande partida, mas o calor acabou nos  desgastando no final. Mas tivemos controle do jogo o tempo todo, tivemos algumas chances, o jogo foi meio truncado ali no meio. Faz parte, é Copa do Brasil", disse o goleiro.