Contundido no ombro direito durante o jogo em que o Atlético-GO bateu por 1 a 0 o Nacional (Uuruguai), o goleiro Ronaldo terá de ser submetido à uma cirurgia no local em que houve a luxação. O jogador está fora do restante da temporada e só deve voltar a jogar no início de 2023, no Goianão.

Ronaldo se contundiu no melhor momento dele no clube e depois de fazer uma grande defesa na cobrança de falta de um adversário uruguaio, no primeiro tempo da partida internacional.

"Infelizmente, é uma lesão que é cirúrgica. Ele será submetido a cirurgia e a previsão é de quatro a cinco meses para o retorno (aos jogos). Mas, nesse período, nosso departamento de fisioterapia (coordenado pelo fisioterapeuta João Rodrigues), vai trabalhar para que possa reabilitá-lo o mais rápido possível", explicou Avimar Teodoro, médico do Atlético-GO que estava na viagem da delegação atleticana ao Uruguai e acompanhou todo o processo de contusão do jogador, do gramado do Estádio Gran Parque Central, até o Hospital Britânico, em Montevidéu.

Leia também:
+ De 3º goleiro a titular, Ronaldo renova com o Atlético-GO até 2025
+ Talismã do Atlético-GO dedica gol à filha de cinco meses

Avimar Teodoro e o fisioterapeuta do Dragão, João Rodrigues, acreditam que a recuperação será plena, começando pelo processo de tratamento intensivo após a cirurgia - a data dela não foi divulgada. Além da excelente fase, Ronaldo se contundiu um dia após renovar com o clube o contrato, até o final de 2025. Ronaldo jogou 29 vezes neste ano: Série A (18), Copa Sul-Americana (7), Copa do Brasil (4) e não atuou pelo Goianão, em que era terceiro goleiro do elenco rubro-negro.  

Nesta quinta-feira (4), participaram do treinamento os goleiros Renan, Léo, Tiago e Pedro Cipola (do sub-17). Por causa disso, o presidente Adson Batista está no mercado à procura de um ou até dois goleiros para ficarem como opção. Um dos nomes é Pedro Paulo, de 24 anos e atualmente disputado na Série C do Brasileiro pelo ABC-RN.